Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a Blog Experience

Aves dos Açores – Canário-da-terra – Serinus canaria

O Canário-da-terra é sem dúvida uma das aves residentes com o canto mais melódico, especialmente em época de reprodução os machos passam a ter na sua plumagem tons de amarelo que se sobrepõem aos acinzentados e castanho-claros. Estes dois aspectos permite-nos uma fácil observação da ave que a par do tentilhão-comum é a ave mais abundante do arquipélago.

Em termos de tamanho é um pouco mais pequeno que um pardal 12-13cm, a plumagem nos adultos é acinzentada e castanho-claro nas partes superiores e laterais, apresentando riscas no dorso e flancos, sempre com tons de amarelo muitos mais visíveis nos machos especialmente na época de reprodução que ocorre de Março a Julho. O bico é curto, grosso e de cor rósea. As patas são castanho-rosado e possuem uma característica para o olhar mais atento uma cauda chanfrada . As fêmeas são semelhantes aos machos tendo uma plumagem menos colorida.

Pode ser avistado desde as zonas mais baixas às zonas mais altas da ilha, preferindo áreas abertas de prados naturais e pastagens. Normalmente anda em bando de grandes números mas também podem ser visto casais isolados ou até mesmo só uma ave, alimenta-se de sementes e gramíneas, as melhores alturas para se avistar o canário-da-terra são ao amanhecer e final do dia sendo a altura que se podem ver nas pastagens a alimentarem-se.

A titulo de curiosidade existem registo de migrações entre São Miguel – Santa Maria e entre as ilhas do Grupo Central, era uma ave vista por alguns como petisco ou para criação em cativeiro o que fez com que o numero de canários-da-terra nos Açores decrescesse.

 

Artigo e fotos pelo Guia Francisco Pimentel

  • Publicado em:
Skip to toolbar